Posts com Tag ‘meditação’

Fonte: Saúde Alternativa

Confortavelmente sentado, cerre os olhos, respire fundo e esvazie a sua mente dospreconceitos em torno da meditação. Durante muito tempo considerada uma prática mística e esotérica, com todo o teor pejorativo que isso possa carregar, a meditação está passando por um processo de reciclagem.

Já aceita como um fenômeno físico, graças a recentes estudos do cérebro, ela tem sido usada por neurocientistas, psicólogos e outros especialistas como uma valiosa ferramenta, uma espécie de Lexotan espiritual, no tratamento de diversas doenças, segundo reportagem do jornal “O Globo” deste domingo.

– Quimicamente, a meditação parece estimular uma maior produção de certos neurotransmissores no cérebro, como a dopamina, responsável pelo sentimento de prazer e bem-estar, e a serotonina, ligada à sensação de felicidade – explica o psicólogo e mestre em neurociências da USP, Leonardo Mascaro, que acaba de lançar o livro “A arquitetura do eu”. – Isso tudo ajudaria a explicar as melhorias de humor registradas nos praticantes de meditação.

Em torno desse relativamente novo conceito, a meditação tem sido estudada por meio de técnicas científicas, como a análise das ondas cerebrais e procedimentos de diagnóstico por imagens, como o eletroencefalograma. O objetivo de especialistas como o médico psiquiatra Alcio Braz, mestre em antropologia social, é entender como a meditação atua no cérebro enquanto seus praticantes encontram-se imersos em profundos estágios de interiorização.

– A medicina ainda não explica todos os efeitos da meditação – diz Alcio Braz, que é chefe do Serviço de Saúde Mental do Hospital da Lagoa. – Sabe-se que parte desses efeitos tem a ver com modificações dos padrões de resposta a situações estressantes, com aumento da atividade de áreas de inibição da ansiedade e diminuição da secreção dos hormônios vinculados à reação aguda ao estresse. (mais…)

Anúncios

Fonte: Notícias Terra

A meditação pode ser uma forma eficaz de tratamento contra a insônia, segundo pesquisa apresentada  no 23º congresso anual da Associação Profissional de Sociedades do Sono, nos Estados Unidos.

Os pacientes que meditam sentem melhoras na qualidade subjetiva do sono e em sua duração total, no tempo de adormecer, da vigília e no acordar.

O diretor do programa sobre a insônia do Memorial Hospital de Evanston, Ramadevi Gourineni, disse que este transtorno seria um problema de 24 horas diárias de “hiperatividade” com episódios elevados ao longo do dia.

No congresso foi apresentado um estudo que analisa os dados de 11 pacientes, de 25 a 45 anos, com problemas de insônia primária crônica.

Durante dois meses, eles foram divididos em dois grupos: um participou de Kriya Ioga (uma forma de meditação) e o outro recebeu educação para a saúde.

Gourineni explicou que os resultados do estudo afirmam que “ensinar técnicas de relaxamento profundo durante as horas do dia pode ajudar a melhorar o sono à noite”.