Pelo Fim da Violência contra as Mulheres, por Vicentinho

Publicado: 11/07/2010 em Sem categoria
Tags:, ,

Última modificação 10/12/2007 16:09

É muito triste ver a tamanha desumanidade que nós, ainda, nos deparamos em nosso dia-a-dia. Não podemos ficar omissos com casos que ferem a dignidade do ser humano.

Assistimos estarrecidos ao último episódio que chocou o País, falo do caso da menina de 15 anos que permaneceu em uma cela com mais de 20 homens por 24 dias em Abaetetuba, no Pará. É difícil de acreditar em tamanha desumanidade. Espero, mais do que a punição dos culpados, que fatos como este não aconteçam mais.

Não podemos ficar omissos a estes acontecimentos. Por isso, quero lembrar neste espaço a Campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres que o Brasil já vem realizando por cinco anos consecutivos. Com início em 25 de novembro e término em 10 de dezembro, a campanha que acontece há 17 anos, em 135 países do mundo inteiro, compreende que neste período temos quatro datas significativas na luta pela erradicação da violência contra as mulheres e garantia dos direitos humanos. São estas: Dia Internacional da Não-Violência contra as Mulheres (25/11); Dia Mundial de Combate à Aids (1/12); Massacre de Mulheres de Montreal, no Canadá (6/12) e Dia Internacional dos Direitos Humanos (10/12). E no Brasil, acrescenta-se mais uma data à campanha, o 20 de novembro “Dia Nacional da Consciência Negra”, para destacar a dupla discriminação sofrida pelas mulheres negras.

A campanha conta com o apoio da ONU, do nosso Governo Federal, através da Secretaria Especial de Políticas para Mulheres, da AGENDE (Ações em Gênero Cidadania e Desenvolvimento) e parcerias com redes e articulações de mulheres, feministas e de direitos humanos, órgãos governamentais, empresas públicas e privadas.

E neste ano, em nosso país, esta campanha tem como motivação o primeiro ano de vigência da Lei Maria da Penha, impulsionando a avaliação de sua implementação e reflexão na prevenção e no combate à violência contra as mulheres.

Não existia ainda no Brasil uma legislação própria para tratar das especificidades da violência contra as mulheres e com a aprovação da Lei Maria da Penha, que torna crime o ato de violência doméstica e familiar praticado contra as mulheres, podemos comemorar mais um grande avanço da luta feminina que não descansam até que ‘atrocidades’ não façam mais parte do nosso cotidiano.

Devemos conscientizar a sociedade brasileira para o crime de violência contra as mulheres e, mais do que isso, não ficarmos alheios a tais acontecimentos. Por isso, estes 16 dias de ativismo têm o objetivo de despertar em nós, homens e mulheres, o respeito, a compaixão, valores apagados, enfraquecidos, mas que devem vir à tona para que possamos denunciar, educar e prevenir. Eu apoio integralmente ações pela paz, pelo respeito e pela dignidade humana.

www.vicentinho.com


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s