Trabalho em rede no SUS

Publicado: 04/12/2009 em Reforma da Saúde Mental
Tags:,

O movimento denominado Reforma Psiquiátrica implica no remodelamento do antigo serviço disponível aos usuários, ou seja, implica na substituição gradual dos hospitais psiquiátricos por CAPSs, NASFs,  UBSs e leitos em hospitais gerais.

Aliam-se a esta nova forma de atendimento os preceitos do SUS de integralidade, territorialização e equanimidade. A atenção deve ser sempre no sentido da inclusão social, do acolhimento do sofrimento psíquico do usuário e de sua família e da atenção eficaz à sua demanda.

A Política Nacional de Saúde Mental estabelece que a diminuição no número de leitos em hospitais psiquiátricos seja pareada com o aumento de número de leitos para saúde metnal em hospitais gerais e CAPS-III.

O Apoio Matricial é de importância capital para a interligação eficáz dos vários serviços disponíveis para a atenção em saúde mental. Este implica em uma equipe de referência que dará suporte às equipes das UBSs no atendimento aos usuários dos serviços de saúde mental. O paradigma adotado é o da co-responsabilidade e da parceria entre os serviços visando o atendimento integral ao usuário.

A formação continuada dos profissionais que atuam na saúde mental é um pressuposto básico para a eficácia desta estratégia de serviço.

Um serviço de saúde mental eficaz é, antes de tudo, um direito do cidadão e a reforma psiquiátrica vem trabalhando arduamente na derrubada de estigmas sociais e demais formas de aprisionamento.

Referências:

Formato Documento Eletrônico (ISO)
BEZERRA, Edilane e DIMENSTEIN, Magda. Os CAPS e o trabalho em rede: tecendo o apoio matricial na atenção básica. Psicol. cienc. prof. [online]. set. 2008, vol.28, no.3 [citado 04 Dezembro 2009], p.632-645. Disponível na World Wide Web: <http://pepsic.bvs-psi.org.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-98932008000300015&lng=pt&nrm=iso&gt;. ISSN 1414-9893.
Anúncios
comentários
  1. Joanan Alves disse:

    nos CAPs NASFs,UBS a qualidade dos profissionais é de referencia, só aí já diz tudo; a saúde mental no SUS precisa crescer e todo dia como mais leitos em hospitais gerais, trazendo a cidadania aos pacientes que sofrem com doenças mentais e não possuem recursos pára tratamentos caríssimos, que bom que o governo doa medicamentos aos usuários, que mais usuários sejam contemplados com ótimos tratamentos

  2. Joanan Alves disse:

    quanto mais se investe em qualidade, no tratamento da saúde mental, mais cidadania se vê, o importante é não desanimar, pois para ter uma vitória há uma luta e vence quem faz mais e se prepara mais, e quem está participando desta reforma será coroado em saber que a saúde mental de todos os necessitados está dando ótimos resultados onde se vê a melhoria nos pacientes doentes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s